Cidadã doa brindes a servidores de barreiras sanitárias em Jacobina; 'Gratidão', disse


Uma cidadã que observou o trabalho realizado por servidores nas barreiras sanitárias implantadas nos bairros Inocoop, Jacobina II e BR-324, em Jacobina, decidiu agradecê-los pelos serviços prestados à toda comunidade. Moradora do bairro Inocoop, a professora Lucília Rosa passou em cada uma das barreiras e presenteou as equipes com brindes, como forma de reconhecimento pelo trabalho no combate à pandemia do novo coronavírus.

Lucília, que foi diretora de ensino no IFBA (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia), campus Jacobina, produziu kits com bombons e copos personalizados com a escrita "Gratidão por continuarem por nós", que foram entregues aos profissionais da linha de frente. O reconhecimento por parte da cidadã "deixou a todos muito felizes, pois gestos como este de Lucília tem sido cada vez mais raros", destacou uma técnica de enfermagem que trabalha na barreira sanitária no bairro Inocoop.

Lucília Rosa (à esquerda) fez questão de presentear os servidores em cada barreira sanitária, e agradecer pelo trabalho de todos em prol da sociedade (Foto: Divulgação)

Desde o mês de março, as equipes trabalharam todos os dias nas barreiras sanitárias, por 12 horas ininterruptas, sob sol ou chuva, frio ou calor, no controle sanitário de prevenção à Covid-19 em Jacobina. As técnicas de enfermagem, agentes de trânsito do SMTT, guardas municipais, policiais militares e bombeiros civis têm desenvolvido um trabalho importantíssimo no combate à pandemia, porém nem sempre são reconhecidos.

Há relatos de pessoas usarem palavras ofensivas e até casos de tentativas de atropelamento contra servidores. Neste domingo, 5, uma pessoa foi presa após avançar com um carro contra servidores que trabalhavam na barreira sanitária no bairro Jacobina II. Eles quase foram atropelados.

"Gestos de reconhecimento como este de Lucília Rosa mexem positivamente com toda a equipe, renova o ânimo da gente, mostra que tem pessoas torcendo por nós, que valoriza nosso trabalho. Algumas pessoas são impacientes, mal educadas e até agressivas com a gente, mas é preciso entender que estamos aqui trabalhando pela coletividade, pelas pessoas, por mim, por minha família, por eles e as famílias deles. Deus proteja todos nós, e que mais pessoas entendam que a nossa missão aqui é protegê-las, assim como Lucília Rosa percebeu. Só temos que agradecer", disse outra técnica de enfermagem na barreira do Inocoop ao Jacobina Notícias.

Por Robson Guedes / Jacobina Notícias










30 minutos comprimidos em 2 para entender melhor o trabalho realizado pelos profissionais das barreiras sanitárias em Jacobina. Hoje, domingo (5), assim como ocorre todos os dias nos últimos 4 meses, as equipes trabalharam por 12 horas ininterruptas no controle sanitário de prevenção à Covid-19. Durante um turno de trabalho na Inocoop, as técnicas de enfermagem, agentes de trânsito do SMTT e bombeiros civis recebem elogios de muitos cidadãos e reconhecimento pelos serviços prestados à sociedade. No entanto, infelizmente, ainda ocorrem desrespeitos, palavras ofensivas e até casos de tentativas de atropelamento contra servidores, por pessoas que avançaram com veículo na direção deles. Mesmo com sol ou chuva, calor ou frio, todos continuam trabalhando e deixando suas parcelas de contribuição para a sociedade jacobinense. . #Jacobina #covid19 #barreirasanitaria #coronavirus #combateaocororavírus #combateacovid19 #prevenção #respeito . @robson_guedes.a @heltoncajueiro @lucas68ramos @polly.f2800 @adelzinapaiva
Uma publicação compartilhada por Jacobina Notícias (@jacobinanoticias) em