Coronavírus: Cerest desenvolve ações para reduzir os riscos no comércio de Jacobina

O Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), foi inaugurado em Jacobina no ano de 2007 e, nestes 13 anos tem desenvolvido ações para melhorar as condições de trabalho e qualidade de vida do trabalhador por meio de prevenção e vigilância. Sua principal função é promover a saúde do trabalhador, seja ele formal ou informal, em instituição pública ou privada, em área urbana ou rural. Situado no bairro da Caeira, em anexo à Semusa, o Centro tem sua área de abrangência os 19 municípios que compõem a macro região Centro-Norte. 

Suas atribuições incluem apoiar investigações de maior complexidade, assessorar a realização de convênios de cooperação técnica, subsidiar a formulação de políticas públicas, fortalecer a articulação entre a atenção básica, de média e alta complexidade para identificar e atender acidentes e agravos relacionados ao trabalho, em especial, mas não exclusivamente, aqueles contidos na Lista de Doenças Relacionadas ao Trabalho ou de notificação compulsória. 

E em momento de pandemia, como está agindo o Cerest de Jacobina?

O Cerest Jacobina tem atuado intensivamente na pandemia do novo coronavírus, fazendo busca ativa de casos, investigando se o contágio tem relação com o trabalho e realizando contato telefônico constante com pacientes confirmados da Covid-19, para manter a vigilância e controle da sua saúde. Atualmente são 160 as pessoas monitoradas pelo Centro de Referência.

Na área de inspeção, já são mais de mil trabalhadores atendidos, entre funcionários de supermercados, postos de gasolina, agências bancárias e lojas. Além do centro comercial, a equipe do Cerest atua também na vistoria em barreiras sanitárias e feiras livres, inspecionando e orientando trabalhadores. Todo o trabalho é realizado em conjunto com a Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica e a Atenção Básica, todas da Secretaria Municipal da Saúde. 

O Cerest é gerido pela Prefeitura de Jacobina, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, com financiamento do Governo do Estado. A equipe é composta por: Denise Lopes - coordenadora, Michele da Silva - assistente social, Marília Edite – médica, Raphaela Rodrigues – enfermeira, Evandro Gomes – recepção, Rodrigo Souza - técnico em Segurança do Trabalho e Veronica Vasconcellos – enfermeira.

Ascom PMJ / Secretaria Municipal da Saúde