China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, em Shenzhen, no sul da China, afirmou o governo da cidade nesta quinta-feira (13/08).

Os traços foram detectados na superfície de uma amostra da carga, após a realização de testes de ácido nucleico, segundo informações do jornal chinês em língua inglesa Global Times, que cita dados do Centro de Prevenção e Controle de Doenças de Shenzhen, cidade próxima de Hong Kong.

Os funcionários alfandegários que entraram em contato com as asas de frango oriundas do Brasil foram submetido a testes, que deram negativo, acrescentou o jornal.

Os lotes do produto contaminado que tinham sido já comercializados foram localizados e confiscados pelas autoridades.

Na quarta-feira, as autoridades chinesas já haviam afirmado que encontraram traços do novo coronavírus na superfície de outros produtos importados congelados, incluindo camarões oriundos do Equador, na província de Anhui, no leste da China.

A Comissão de Saúde de Shenzhen recomendou aos consumidores que sejam cautelosos, ao comprarem carnes e frutos do mar importados, e tomem "precauções, para reduzirem o risco de infecção". 

Em 10 de julho, Pequim suspendeu as importações de camarão branco congelado de três empresas do Equador, depois de detectar vestígios do vírus nas embalagens.

A China é o principal destino das exportações brasileiras, representando mais de 27% das vendas do Brasil ao exterior.

DW Made for minds