O resultado do teste de DNA feito por Julia Faustyna para revelar se ela é ou não Madeleine McCann, menina que desapareceu em 2007 durante uma viagem de férias com os pais em Portugal, foi divulgado na última terça-feira (4/4).

O exame revelou que a jovem não é Madeleine. A análise genética confirmou apenas que ela realmente é filha biológica de seus pais e que é de nacionalidade polonesa.

Fia Johansson, consultora de famosos e detetive, declarou ao portal Radar Online que a jovem é 100% da Polônia, mesmo tendo descendência russa e lituana. Ela afirma que o trabalho não foi em vão, por conta da busca de sua cliente por respostas voltar a dar destaque ao caso de Madeleine, que segue desaparecida.

Julia, de 21 anos, ganhou visibilidade após fazer uma campanha no Instagram para descobrir sua verdadeira identidade, pois acreditava que ela poderia ser a filha do casal casal Kate e Gerry McCann. Fotos publicadas na rede social apontavam até mesmo semelhanças físicas entre a jovem e os pais de Madeleine.

Ela afirma ter perdido boa parte de sua memória de quando era criança após sofrer um acidente. Julia dizia se lembrar de flashes em que via um hotel com praia e prédios brancos ao fundo, descrição muito parecida com o local de onde a criança sumiu há 16 anos.

"Me lembro da praia e da água, como mar ou oceano, e havia tartarugas e crianças tentando pegá-las em suas mãos. E eu me lembro de edifícios de cores claras, como branco ou uma cor muito clara ... luz do sol nesse edifício", disse ela ao apresentador do talk show americano Dr. Phil.

Em fevereiro, a família polonesa de Julia, que até então mantinha silêncio sobre o caso, disse ser óbvio que ela não era Madeleine e que eles imploraram para que ela parasse de tentar provar o impossível.

Fonte: R7

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem