Header Ads

Após comentário racista, William Waack é demitido da TV Globo

Mais de um mês após aparecer em um vídeo fazendo um comentário racista, o jornalista William Waack foi demitido da TV Globo. A informação foi divulgada pela emissora em um comunicado nesta sexta-feira (22), assinado pelo diretor de jornalismo da TV Globo, Ali Kamel e pelo ex-âncora do "Jornal da Globo".



"A TV GLOBO e o jornalista decidiram que o melhor caminho a seguir é o encerramento consensual do contrato de prestação de serviços que mantinham", diz o comunicado divulgado pela emissora. No mesmo texto, o jornalista nega que teve o objetivo de fazer ofensas raciais. "Em relação ao vídeo que circulou na internet a partir do dia 8 de novembro de 2017, William Waack reitera que nem ali nem em nenhum outro momento de sua vida teve o objetivo de protagonizar ofensas raciais. Repudia de forma absoluta o racismo, nunca compactuou com esse sentimento abjeto e sempre lutou por uma sociedade inclusiva e que respeite as diferenças", diz outro trecho.


Entenda


Um vídeo divulgado em novembro deste ano mostra o jornalista gravando em frente a Casa Branca, nos Estados Unidos, quando um carro passa buzinando e ele reclama. "Tá buzinando por que, seu merda do cacete?”, diz o jornalista, reclamando de uma buzina. Ele diz então para o convidado que está ao seu lado para a transmissão: “Você é um, não vou nem falar, eu sei quem é…” Depois, ele se vira para o convidado e diz: “É preto, é coisa de preto”, aparentando irritação.


O vídeo foi gravado em novembro de 2016, mas só foi divulgado esse ano. A hashtag #WilliamWaack foi para o segundo lugar entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil no dia da divulgação do vídeo. No mesmo dia, ele foi afastado da bancada do Jornal da Globo.


Correio