Header Ads

Mais de 3 mil pessoas foram assassinadas em fevereiro no Brasil


O Brasil registrou, só em fevereiro deste ano, mais de 3 mil assassinatos violentos. O levantamento não considera os dados de seis estados, que ainda não divulgaram os números. O índice nacional de homicídios foi criado pelo portal G1 e faz um mapeamento do número de mortes violentas mês a mês no país.

De acordo com a reportagem, o número consolidado (3.276) contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.

O Monitor da Violência foi desenvolvido pelo G1 , em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados são solicitados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

O objetivo da pesquisa é antecipar os dados e possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência, além de obrar transparência por parte dos governos.

Os estados que não forneceram os números deram explicações. Na Bahia, a secretaria diz que o setor que trabalha com o fechamento dos dados dos dois meses não determina um prazo para a conclusão e que, quando as informações forem liberadas, serão divulgadas.

A Secretaria do Maranhão informa que os dados consolidados sobre mortes violentas e outros crimes ocorridos no Maranhão em fevereiro têm previsão de divulgação apenas para junho deste ano. “O período obedece ao prazo de três meses legalmente estabelecido pelo Ministério da Justiça, o qual considera as condições de registro de ocorrências disponíveis nas unidades federativas do país, como as dimensões territoriais e oferta de serviço de internet disponíveis nos estados.”

Em Minas Gerais, a secretaria diz que os dados de janeiro e fevereiro de 2018 ainda serão divulgados. A pasta afirma que os números passam por auditagem para "total transparência e confiabilidade". Até o momento, o governo tem apenas os dados de latrocínio (7 em janeiro e 8 em fevereiro)

O órgão responsável pelos dados no Paraná afirma que não possui a informação sobre ambos os meses. “As estatísticas referentes a homicídios, antes da divulgação, passam por quatro ciclos de controle de qualidade. Durante a realização da validação foram encontradas distorções que estão sendo homologadas para, então, ocorrer a divulgação. Foram encontradas distorções nos meses de janeiro e fevereiro. Assim que os dados forem validados, serão prontamente divulgados para a população por meio do site."

Em Rondônia, a secretaria não informa os números de fevereiro; a Polícia Civil diz que ainda aguarda o retorno dos departamentos que concentram as informações

A Secretaria de Tocantins afirmou que as delegacias levam um tempo para informar os números e, por isso, os dados de janeiro e de fevereiro ainda não foram consolidados.

Notícias ao Minuto

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.