Header Ads

Alckmin terá 11 minutos diários na TV e Bolsonaro só 18 segundos; conheça as regras


O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, é o líder em tempo de TV na propaganda eleitoral. Ele terá direito a 11 minutos diários, o que representa 44% do total disponibilizado aos candidatos.

Na sequência vem o PT, com 4min44s para apresentar seu candidato. O partido tenta manter o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas pode ser inviabilizado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Líder nas pesquisas de intenção de voto sem o petista, Bolsonaro terá só 9 segundos por dia para expor sua propaganda.

Os postulantes ao Planalto divulgarão seus planos de governo duas vezes ao dia, em blocos de 12min30s. Eles ainda têm direito a 28 inserções diárias de 30 segundos durante toda a campanha, divididos de acordo com as coligações e a representatividade no Congresso dos partidos a que se aliaram.


O PSDB, de Alckmin, tem a maior aliança com 8 partidos e por isso lidera em espaço. Fará 433 inserções durante toda a campanha, seguido pelo PT com 185 inserções. O 2º maior tempo de propaganda deve ser a oportunidade dos petistas de tornar conhecido o provável substituto de Lula nas pesquisas. Fernando Haddad ainda tem aparição tímida e não tem penetração nacional.


Pela 1ª vez, 1 dos líderes nas pesquisas de intenção de voto não aparece entre os campões em espaço para a propaganda. O deputado Jair Bolsonaro (PSL) lidera nos cenários em que Lula não aparece e terá direito a apenas 18 segundos diários para expor sua candidatura.

Bolsonaro terá o mesmo tempo de TV de José Maria Eymael (DC), figurinha carimbada das eleições presidenciais, e de Cabo Daciolo (Patriota), que roubou a cena nos debates realizados até o momento.

O militar só fica na frente em espaço de João Amoedo (Novo), João Goulart Filho (PPL) e Vera Lúcia (PSTU), que têm 12 segundos diários cada 1 e aparecerão em 7 inserções ao longo de toda a campanha.

O tempo de TV é a principal de Henrique Meirelles (MDB) para fazer seu nome decolar. O ex-ministro da Fazenda mal tem pontuado nas pesquisas, mas tem o trunfo de pertencer ao partido com mais representantes no Congresso, o que lhe garantirá 3min51s diários para tentar crescer.

Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) que dividem o meio da tabela das intenções de voto até aqui terão como dificuldade o menor espaço no rádio e na TV. Ciro terá 1min20s por dia, enquanto Marina terá 46s. Guilherme Boulos, do Psol, vem logo atrás, com 27s.

Regras para propaganda em rádio e TV


Fonte: Poder360

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.