Header Ads

Diretores da ENGIE Brasil visitam obras dos Complexos Eólicos Campo Largo e Umburanas


A diretoria da ENGIE Brasil visitou as obras dos Complexos Eólicos Campo Largo e Umburanas, que estão sendo implantados nos municípios de Umburanas e Sento Sé, na Bahia. 

A comitiva, formada pelo diretor presidente da ENGIE Brasil, Mauricio Bahr, pelo diretor presidente da ENGIE Brasil Energia, Eduardo Sattamini, além do diretor administrativo, Julio Lunardi, do diretor de geração, José Laydner e do diretor de estratégia e regulação, Edson Silva, conversou com colaboradores sobre o progresso das obras e percorreu trechos dos empreendimentos. No Complexo Campo Largo, o grupo acompanhou o trabalho de comissionamento de um aerogerador e visitou as instalações da subestação, que já está recebendo energia gerada no Complexo.  

No Complexo Eólico Umburanas, os diretores acompanharam o andamento dos trabalhos de montagem dos aerogeradores entre outras frentes de serviço da obra, que segue em ritmo acelerado.

“Há alguns meses o Complexo Umburanas era apenas uma idealização e hoje estamos acompanhando a montagem dos aerogeradores, um trabalho surpreendente realizado com muito profissionalismo e segurança”, destacou Laydner enfatizando também a satisfação de ver o Complexo Campo Largo em funcionamento.


De acordo com Sattamini, a proposta da ENGIEé continuar investindo em energia renovável, já que a área está crescendo dentro do portifólio da empresa. “Nunca imaginamos estar no interior da Bahia e estes investimentos acabaram ganhando uma grande escala. Esperamos que o sucesso desses projetos seja repetido em outros” afirmou.

A perspectiva, segundo o gerente de projetos da ENGIE, Márcio Neves, é que a ENGIE se torne um dos maiores investidores na região. “Já desenvolvemos o Complexo Campo Largo com capacidade máxima de até 1GW e o Complexo Umburanas com até 600 MW; então, em termos de conexão, já estamos preparados com 1,6 GW para poder escoar sem limitação em nossas Linhas de Transmissão e Bays de Conexão, sendo que a Subestação Ourolândia II tem capacidade para 1,8 GW ”, destacou Neves. 

Em sua primeira fase, o Complexo Campo Largo, contará com 121 aerogeradores, com capacidade total instalada de 326,7 MW. Já para o Complexo Umburanas, está prevista a instalação de 144 aerogeradores com capacidade total instalada de 360 MW.

Ascom Engie

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.