Header Ads

Mulher não resiste e morre em Jacobina à espera de vaga no Sistema de Regulação


Luana de Jesus, de 28 anos, que estava internada há quatro dias no Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS), em Jacobina, à espera de um posicionamento do Sistema de Regulação, não resistiu e faleceu na manhã desta quinta-feira (20). A informação foi confirmada por familiares, que lamentam profundamente a 'perda de uma vida pela demora na transferência' para outro hospital.

No início da manhã, familiares de Luana fecharam a pista de acesso à comunidade de Itapicuru, onde está localizada a Jacobina Mineração de Comércio (JMC), em reivindicação pela sua transferência para Salvador, porém o ato não trouxe o resultado esperado. 
Luana morava no distrito de Itaitu, e deixa um filho de 8 anos. A família relata indignação com os critérios utilizados pelo Sistema de Regulação do Governo do Estado, pois esperava por uma vaga em um hospital especializado desde o último domingo (16). Por conta do agravamento em seu quadro de saúde, Luana precisava, com extrema urgência, ser transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Ela era portadora de uma doença renal crônica e fazia tratamento de hemodiálise. Luana havia feito uma cirurgia há seis anos, para correção de um problema em válvula cardíaca.

Apesar de todos os esforços da família, do apelo desesperado de sua prima Alane, e do engajamento da comunidade jacobinense para salvá-la, a mãe de um filho ainda criança não resistiu e, na manhã de hoje, deixa sua família em luto.

Fonte: Jacobina Notícias

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.