Header Ads

Mulheres e militantes participam de ato 'EleNão' em Jacobina


Um ato organizado por mulheres, estudantes, militantes e políticos ligados ao Partido dos Trabalhadores (PT) aconteceu na manhã deste sábado (29) pelas ruas de Jacobina, para protestar contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). O  movimento 'EleNão' , que surgiu nas redes sociais a partir de um grupo no Facebook chamado "Mulheres Contra Bolsonaro", já conta com mais de 3 milhões de integrantes e aconteceu em todo o país. As informações são do site Brecheiro Noticias.

Muitos homens também participaram do movimento. Os participantes usavam camisas com a frase 'EleNão' e do movimento LGBT. O ex-deputado federal Amauri Teixeira esteve apoiando o movimento. A caminhada terminou na Praça Rio Branco, no centro, onde houve uma apresentação musical.

O evento foi marcado para acontecer simultaneamente em centenas de cidades do Brasil. Segundo disseram os organizadores, Bolsonaro é "machista, misógino, racista, homofóbico, intolerante, antidemocrático, defende tortura e violência, não respeita as liberdades individuais e, sem qualquer proposta concreta, se promove apenas com discursos de ódio.”

Informações | Fotos: Brecheiro Noticias | Redação: Jacobina Notícias







Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.