Header Ads

Arqueólogos descobrem restos de navio viking na Noruega


Embarcação de 20 metros de comprimento está enterrada num monte usado como cemitério, a apenas 50 centímetros da superfície. Descoberta é uma de apenas quatro do tipo feitas até hoje. Arqueólogos descobriram restos de uma embarcação viking na Noruega, um achado raro que pode ajudar a esclarecer como os nórdicos dominavam os mares há mais de mil anos.

O Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (Niku) disse em comunicado que a descoberta de uma embarcação de 20 metros de comprimento no condado de Ostfold, no sul da Noruega, foi feita com o uso de um radar de alta resolução de penetração no solo.

"Este achado é incrivelmente excitante, pois só conhecemos três navios vikings bem preservados na Noruega. Este novo navio será certamente de grande significado histórico, uma vez que poderá ser investigado com todos os meios modernos de arqueologia", disse Knut Paasche, chefe do Departamento de Arqueologia Digital do Niku.

Dados de georadar também revelaram cinco casas comunitárias, que, juntamente com a embarcação, são consideradas parte de um grande cemitério e local de assentamento.

Paasche disse que o navio foi encontrado enterrado cerca de 50 centímetros abaixo da superfície do morro usado como cemitério. Dados digitais indicaram que a parte inferior da embarcação está bem preservada. Uma equipe de arqueólogos planeja investigar o local ao redor antes de escavar o navio, explicou o especialista.

Os vikings eram infames saqueadores, que dominaram os mares do norte da Europa entre os séculos 8º e 11º. Eles sepultavam seus reis e líderes a bordo de barcos enterrados sob montes de terra.

Os restos foram encontrados não muito longe de Jell Mound, outro cemitério escavado anteriormente e que se acredita ter cerca de 1.500 anos de idade, o que pode ajudar a determinar a idade do navio recém-descoberto.

"O enterro de barcos não existe isoladamente, mas faz parte de um cemitério claramente projetado para mostrar poder e influência", disse o arqueólogo Lars Gustavsen, líder do projeto do Niku.

"Temos certeza de que há um navio lá, mas o quanto está preservado é difícil de dizer antes de mais investigações", disse Morten Hanisch, especialista em patrimônio histórico do condado de Ostfold. Ele ressaltou que existem apenas três embarcações vikings bem preservadas na Noruega – todas escavadas há muitos anos.

O mais famoso deles é o navio Oseberg, descoberto em 1903. Ele está exposto com os outros dois num museu perto de Oslo. O navio Oseberg tem 21 metros de comprimento, enquanto os outros dois, Gokstad e Tune, medem 23 e 19 metros, respectivamente.

Fonte: DW

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.