Header Ads

Jacobina: IFBA emite nota e esclarece sobre cursos oferecidos pelo Instituto Mix/Cebraed

Evento aconteceu no Colégio Estadual Professora Felicidade Jesus Magalhães - Foto: Jacobina Notícias

A Direção Geral do Campus Jacobina do Instituto Federal da Bahia (IFBA) vem, através desta nota, esclarecer à sociedade jacobinense sobre o cancelamento da atividade a ser realizada pelo Instituto Mix/Centro Brasileiro de Apoio à Educação (Cebraed) em nossas instalações.

No dia 12 deste mês, recebemos ofício da referida instituição solicitando espaço do auditório e salas de aula para desenvolver palestras acerca dos temas mercado de trabalho, tecnologias e qualificação profissional, além de treinamentos com seus colaboradores.

No entanto, ao tomar conhecimento do material de divulgação a respeito da atividade (na sexta-feira, 15), identificou-se que o conteúdo anunciava informações distintas do documento encaminhado: a ação, na verdade, tratava-se de inscrições para diversas oficinas abertas ao público, a serem custeadas por empresas parceiras, o que gerou dúvidas entre os cidadãos, confundindo os cursos gratuitos ofertados pelo IFBA com essa ação pontual, para a qual estaríamos apenas cedendo o espaço.

Durante a semana, recebemos diversas ligações e mensagens via redes sociais questionando o perfil dos nossos cursos: se eram pagos, se havia inscrições abertas, dentre outros. Estamos em período de matrícula dos aprovados no Processo Seletivo e acolhimento de novos estudantes, o que acabou comprometendo nossa imagem. Sendo assim, a única opção foi cancelar a reserva, pois, apesar de estarmos abertos a parcerias, somos uma instituição pública e gratuita, e alguns critérios precisam ser atendidos para uso das instalações, sobretudo no âmbito da gratuidade e transparência.

Lembrando que nossa missão é contribuir para a formação do cidadão histórico-crítico por meio do tripé ensino-pesquisa-extensão. Nesse sentido, seguimos disponíveis para o diálogo. (Ascom IFBA Jacobina)

Reclamações

O Jacobina Notícias esteve no Colégio Estadual Professora Felicidade Jesus Magalhães, para onde foram relocadas as palestras sobre os temas mercado de trabalho, tecnologias e qualificação profissional. Muitos pais, acompanhados de seus filhos, estiveram presentes no colégio, depois de terem ido ao IFBA e descobrirem que não aconteceria mais naquela unidade.

Todos foram pegos de surpresa e houve reclamações - Foto: Jacobina Notícias

Houve aglomeração e reclamações por parte das pessoas presentes. Alguns fizeram comparações entre a propaganda feita em escolas da cidade, com uso de folhetos para divulgação, e o evento de fato. Houve quem chamasse de "propaganda duvidosa", tendo em vista a divulgação dos cursos gratuitos e nenhum valor explícito no folheto.

"Nós viemos com um pensamento e aqui descobrimos outra coisa. Disseram que não teria custo de mensalidade, que pagaríamos apenas o material didático, mas durante a palestra foi anunciado que o valor ficaria em média R$ 99,00 para cada aluno, além de algumas promoções. Não posso afirmar que houve má fé ou propaganda enganosa, mas foi no mínimo duvidosa. Fora a desorganização e falta de identificação de todos os envolvidos. Ninguém usava fardamento ou crachá, para que pudéssemos identificar nomes e relacionar com a empresa que constava no anúncio do folheto. Eu me senti enganado", disse um dos pais presente.

Fonte: Jacobina Notícias