Header Ads

Indiferença de autoridades no caso de afogamento em Jacobina causa indignação


Há quase 48 horas do afogamento do jovem Isaías Santos Silva, 22 anos, na Cachoeira dos Alves, em Jacobina, seu corpo ainda não foi localizado. Amigos, familiares e pessoas comuns, que vêm auxiliando nas buscas pelo corpo dele desde o ocorrido, criticaram a ausência das autoridades constituídas no município.

Uma jovem que estava na Cachoeira dos Alves no dia do ocorrido, e fez amizade com a esposa de Isaías, descreveu sua indignação ao Jacobina Notícias e nas redes sociais. "A polícia não foi lá na cachoeira, já saímos de mais de 17h e nada. Não prestaram apoio aos familiares no local da tragédia. Saímos no final da tarde e os familiares foram até a delegacia. Estou chocada com a falta de amor, empatia e solidariedade. Indignação!!!!!. Simplesmente não pisou os pés lá, a gente ligava, pessoas foram no complexo e nada de eles aparecerem. No final do dia, fomos embora e os familiares foram na delegacia", disse.

"Um absurdo, por que todos que chegavam iam lá no local e alguns mergulhavam pra vê se achava ele, correndo riscos também. A polícia deveria ter ido, tranquilizado a família, dando orientação e isolando o local. Eu os conheci lá e dei apoio a esposa, ao primo e a esposa do primo dele. Eu e minhas amigas, assim como pessoas que estavam lá e moradores do local, ajudamos eles", desabafou a jovem.

A Defesa Civil do Município solicitou mergulhadores de Salvador, distante 330 quilômetros de Jacobina, para localizarem o corpo de Isaías.

O caso

O jovem Isaías está desaparecido desde a tarde de domingo (14) depois de se afogar no poço da Cachoeira dos Alves, em uma área turística distante cerca de 13 quilômetro de Jacobina. Uma amiga da família contou, ao Jacobina Notícias, que o rapaz é natural de Camaçari e estava morando no bairro Catuaba, onde passou a frequentar uma igreja evangélica.

'Isaías estava com esposa e um grupo de amigos', contou uma pessoa da família. Ele teria entrado na água pela lateral do poço, próximo das pedras, por onde seguiu segurando com outros dois amigos a uma curta distância. Em um certo momento, já em um local com grande profundidade, ele teria sentido câimbras e pediu socorro aos amigos. Porém, antes que eles chegassem perto, o jovem submergiu nas águas escuras da cachoeira. Uma amiga da família disse ainda que Isaías não fez uso de bebia alcoólica.

Desde então, o corpo de Isaías está desaparecido.

Fonte: Jacobina Notícias