Header Ads

Morre em Salvador, aos 72 anos, o polêmico Padre Pinto


Responsável pela revitalização da Festa de Reis da Paróquia da Lapinha, o padre José de Souza Pinto, conhecido como Padre Pinto, morreu na tarde desta quinta-feira, 4, na capital baiana. A informação foi confirmada pela Arquidiocese de Salvador.

O religioso de 72 anos estava internado no Hospital Jorge Valente, situado na avenida Garibaldi, desde a quarta, 3. O padre era diabético e hipertenso e sofreu um AVC em novembro de 2018. A causa da morte não foi divulgada. 

O Arcebispo de São Salvador da Bahia, Dom Murilo Krieger, divulgou uma nota de pesar nesta quinta e disse que "cumprimenta os familiares do Padre Pinto e reza pelo sacerdote".

Atitudes ousadas

Padre Pinto, que era bailarino e artista plástico, atuava como vigário na Paróquia São Caetano da Divina Providência, na capital baiana. Ele ficou conhecido por atitudes ousadas, como rezar missa vestido de índio e com roupas do candomblé, além de beijar o cantor Caetano Veloso.


Até a publicação desta reportagem, não foram divulgadas informações do sepultamento.

A Tarde