Header Ads

Ameaçado de extinção, tamanduá-mirim morre atropelado em Jacobina


Um tamanduá-mirim, também chamado de mixila, foi encontrado morto na manhã deste sábado (9), vítima de atropelamento, próximo ao loteamento Morro do Ouro, em Jacobina. O tamanduá-mirim está ameaçado de extinção. O animal apresentava ferimentos nas costas e na barriga.

“Pelas características dos ferimentos, tudo indica que alguém passou o carro por cima desse animal. Eu pergunto: para que matar um tamanduá, um animal completamente inofensivo? A que ponto chega a natureza humana. É revoltante”, contou o Capitão PM Gabriel Júnior, que enviou as fotos ao Jacobina 24 Horas.

Hoje, a maior causa de mortalidade do tamanduá-mirim é por atropelamento, ataque de cães e depredação do habitat. O mamífero pode ser encontrado em matas mais baixas de vários países da América do Sul, o que aumenta o risco de contato com estradas e rodovias.

A perda e fragmentação do hábitat devido aos desmatamentos e a caça são a principal ameaça sofrida por esse animal. Por ser um animal lento, é facilmente atropelado ao atravessar as estradas que cortam fragmentos de florestas.

Os tamanduás são os mamíferos mais especializados do mundo no que se refere à alimentação, isto é, são especializados em comer formigas e cupins. Mas eles comem também outros tipos de insetos como abelhas e suas larvas. São ótimos controladores naturais da população de cupins e formigas-carregadeiras que, quando em excesso, podem ocasionar sérios danos às plantações e pastagens.

Por Jacobina 24h