Medalhas concedidas a duas mulheres militares em Jacobina são as únicas do Brasil


Na noite de sexta-feira, 31, a Capitã  PM Virgínia, Comandante da  2ª Cia da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), representou o Ten Cel PM Jarbas Oliveira, Comandante do BPRv, nas comemorações do 74° aniversário do TG 06-008 "Sentinela da Chapada".

O evento cívico militar foi presidido pelo Cel EB Janilson, Cmt. do 35° Batalhão de Infantaria, sediado em Feira de Santana, e contou ainda com a presença de diversas autoridades do Poder Executivo, a exemplo do gestor municipal, Luciano Pinheiro e seus secretários municipais, do Legislativo, o presidente da Câmara, Juliano Cruz, Dr. Aloísio também edil deste município, assim como militares da ativa e Reserva Remunerada tanto do Exército Brasileiro - EB, como da Polícia Militar da Bahia - PMBA, além da sociedade civil organizada, como a presidente do Rotary Club Distrito 4390, a Sra. Danúzia Belas, o presidente do Conselho de Segurança de Jacobina, Sr. Cláudio Menezes, e demais cidadãos que se fizeram presentes a fim de prestigiarem tal evento.

Foi inaugurada uma placa alusiva à mudança da denominação daquela Rua do TG 06/008 para Rua Major Florentino Assunção, homenageando assim, o saudoso, como era conhecido por todos, Capitão Assunção.

Na solenidade, a Capitã Virgínia foi agraciada com a Medalha Mérito do Tiro de Guerra, medalha esta que, segundo as palavras do Coronel EB Janilson, em todo nosso país de militares do sexo feminino, somente as duas homenageadas na solenidade do TG a possuem até a presente data: Capitã PM Virgínia Bacelar Rocha e Capitã PM Geisa Alves Barreto. 

Foram agraciados também o  Cel EB Cmt. do 35° Batalhão de Infantaria, o Cmt. da 24 CIPM-Jacobina, assim como o Prefeito Municipal, a Secretária de Assistência Social, o Subtenente EB Rogelito, o Subtenente EB Julio, ambos ex-chefes do TG 06/008, e o Cabo EB Amorim.

A Medalha Mérito do Tiro de Guerra foi instituída no ano de 2007, em comemoração aos 105 anos da criação do primeiro Tiro de Guerra do Brasil, na cidade de Rio Grande - RS, com a fundação de uma sociedade de tiro ao alvo com finalidades militares.

A honraria supracitada se destina a premiar civis e militares que, por abnegação, dedicação e capacidade profissional, desenvolvem os valores espirituais e morais da nacionalidade e o sentimento das obrigações para com a pátria, contribuindo para fortalecer a cidadania e o civismo. 

A Medalha em comento possui outorga da Academia de Estudos de Assuntos de História, cadastrada no Exército Brasileiro sob o código "C 84", conforme Aditamento da DCEM 6A ao Bol DGP no 20, de 20 de maio de 2008.

Jacobina Notícias com informações da Capitã Virginia Bacelar