Quase 9 entre 10 cidades da Bahia estão em dificuldades ou gestão fiscal crítica


O Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFJF) 2019 aponta que praticamente 9 entre 10 cidades baianas têm gestão fiscal em dificuldade ou crítica. Os dados mostram dificuldades de caixa das prefeituras. Entre os municípios com pior gestão [265 dos 417 do estado], os com “gestão crítica”, apontados pelo índice, aparecem Anagé, no Sudoeste, Coaraci, no Sul, Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, Itambé, também no Sul, Jeremoabo, no Nordeste baiano, Senhor do Bonfim, no Piemonte Norte do Itapicuru, Coração de Maria e Água Fria, no Portal do Sertão, e Santanópolis, também no Portal do Sertão. Os municípios nesta condição estão faixa de pontos até 0,4. 

Um pouco melhor, mas na condição de “dificuldades”, estão 108 municípios. Os melhores nesta faixa são São Gabriel, Itororó, Seabra, Novo Horizonte, Ipupiara, Vitória da Conquista, Formosa do rio Preto, Barra do Rocha, Correntina, Caculé. O IFJF 2019 foi divulgado nesta quinta-feira (31) e tomo como base informações das próprias prefeituras referentes ao ano passado.

Por Francis Juliano e Rebeca Menezes