Família de mototaxista desaparecido em Jacobina há dois dias continua buscas


A família do mototaxista Luan Batista Dias, 29 anos, continua as buscas por informações sobre o paradeiro dele, que está desaparecido desde a manhã do último sábado (7). Luan Dias trabalha na empresa de mototáxi Ceasa, que fica localizada em frente à antiga Cesta do Povo, na feira livre de Jacobina.

No sábado, por volta das 10h, Luan esteve na sua residência, tomou banho e saiu para trabalhar. Chegando ao local de trabalho, na sede da Moto Ceasa, Luan foi abordado por um passageiro e saiu para cumprir mais uma corrida. Como não voltou dentro do tempo esperado, um colega fez contato através de mensagens de áudio enviadas através do aplicativo WhatsApp. As mensagens chegaram a ser visualizadas, mas não houve resposta. A partir desse momento, familiares e amigos tentaram falar com Luan, mas o telefone já estava desligado ou fora de área.

Luan é pai de uma criança de seis anos e não tinha o hábito de sair sem informar a família. Seu desparecimento mobilizou familiares, amigos e colegas de profissão que, desde de sábado, 7, têm realizado buscas nas rodovias e estradas vicinais de Jacobina e cidades vizinhas. Até a noite desta segunda-feira, 9, não havia nenhuma notícia do paradeiro de Luan.

Os pais dele, o comerciante Jose Lourenço, conhecido como Ninho, e a dona de casa Luiza, que residem no bairro do Peru, estão inconsoláveis. Eles pedem que as pessoas evitem divulgar informações falsas, com pistas mentirosas, que só prejudicam as investigações e a localização do mototaxista.

Além da Polícia Militar (190), da Polícia Civil (73621-1277) e da Guarda Municipal de Jacobina (3622-2497), qualquer informação que possa levar ao paradeiro de Luan pode ser comunicada à família, através do telefone (74) 98105-6851.

Informações do Notícia Livre