Major Denice dá adeus à Ronda Maria da Penha e mira prefeitura de Salvador



A presença de quatro pré-candidatos à prefeitura de Salvador no evento que marcou a despedida da Major Denice Santiago do comando da Ronda Maria da Penha é a sinalização de que a base de oposição ao prefeito ACM Neto (DEM) está começando a se configurar. Nos bastidores, fala-se que a major deve ser escolhida o nome do Partido dos Trabalhadores (PT) para 2020, que será divulgado no dia 21 deste mês.

O evento realizado na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), na noite desta segunda-feira, 9, contou com a presença do governador Rui Costa, do secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, do comandante da Polícia Militar (PM), Anselmo Brandão, e a titular da Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira, entre outras autoridades.

Em entrevista à imprensa, a major Denice Santiago afirmou que “nasceu pronta” para ser prefeita de Salvador. Questionada sobre a escolha do PT, ela disse que isso “é uma coisa dos partidos políticos que têm seu estatuto, seu fundamento, e saberão escolher seus pré-candidatos”.

A major avaliou que Salvador é uma cidade com muitas carências e que precisa de um olhar maternal sobre sua gente. “Quando o governador fala de maternidade, acredito eu, ele está focando em uma característica dessa carência, do cuidado que a cidade ficou sem ter. Salvador precisa de uma gestão que cuide das pessoas. Precisamos de melhoria na mobilidade, na saúde, mas, fundamentalmente, uma melhora para as pessoas, para sua gente”, assegurou.

Denice fez um balanço do seu trabalho à frente da Ronda Maria da Penha, foi ovacionada e se emocionou durante o discurso. “Cinco anos que passaram rápido, mas que trouxeram resultados gratificantes, tanto para o governo da Bahia como para nossa Secretaria de Segurança Pública (SSP). A Polícia Militar cresceu muito com enfrentamento e o combate à violência contra a mulher com a implantação desse equipamento. Mais de seis mil mulheres estão vivas graças a essa oportunidade”, ressaltou a major.

Eleição

O governador Rui Costa (PT) afirmou que sua aposta para 2020 é a eleição de uma mulher como prefeita de salvador. "Mulher sempre é uma boa notícia, eu, pelo menos, que tenho referência na minha mãe, e faço questão de repetir isso, temos exemplo de excelentes prefeitas no estado da Bahia, a mulher tem sempre mais sensibilidade para cuidar do ser humano. Em um momento de crise, que o povo está precisando de cuidado... diante de tantas mulheres, faria a aposta em uma delas", afirmou o governador da Bahia.

Alinhado ao governador Rui Costa e virtualmente fora da disputa, o deputado estadual Robinson Almeida (PT), um dos pré-candidatos presente ao evento, avalia que a presença da pré-candidata do Partido Comunista do Brasil, a deputada estadual Olívia Santana, e do Avante, o deputado federal Sargento Isidório, e da própria Major Santiago são indícios de uma organização da base para disputa em 2020.

“O governador já afirmou que pretende ter duas ou três candidaturas; e uma já está definida, que é a do pastor Sargento Isidório, a outra candidatura será a do PT, e, após a definição dessas candidaturas majoritárias, nós teremos a composição da chapa e as alianças montadas”, explica o deputado estadual. Questionado sobre as ausências da secretária de promoção da Igualdade Racial e pré-candidata à Prefeitura de Salvador pelo PT, Fabya Reis, e dos também pré-candidatos da sigla, Juca Ferreira e Vilma Reis, Robinson Almeida minimizou: “É absolutamente natural que as pessoas não estejam aqui, afinal de contas é um evento institucional, não é um evento político-partidário”, disse.

Marcando presença

A deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) participou do evento e desconversou ao ser questionada se sua presença seria uma demarcação de posicionamento em busca da terceira vaga na base do governador, sinalizada pelo deputado estadual Robinson Almeida. “Minha presença aqui nada tem a ver com a questão eleitoral, tem a ver com a agenda de luta das mulheres pelo fim da violência contra a mulher, celebrar a conquista desse equipamento e ao mesmo tempo lutar para que outros equipamentos possam existir em favor da proteção das mulheres baianas. É muito triste o crescimento do feminicídio na população baiana e no Brasil. E por tanto, nós precisamos que todas as estruturas institucionais se unam em favor da vida das mulheres”, conclamou Alice.

Presente no evento, o deputado federal pastor Sargento Isidório (Avante), líder das pesquisas com os nomes da oposição em 2019, avalia que, quanto mais candidaturas na base do governador Rui Costa (PT), melhor será. “Na política, para mim, quanto mais candidaturas, melhor, porque o povo vai escolher. Não gosto dessa vaidade, quando o governador diz que eu estou em primeiro lugar. É bom ter candidatos, homens, mulheres, é bom ter candidato como eu, negro, candidato da periferia, que sou eu, e que são todos os outros”, destacou Isidório.

Fonte: A Tarde
Foto: Rafael Müller / A Tarde