Bahia tem 8,4 mil casos de Covid-19, mais de 2 mil curados e 295 óbitos


A Bahia registra 8.443 casos confirmados de Covid-19. Considerando o número de 2.199 pacientes recuperados e 295 óbitos, 5.949 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.​

Os casos confirmados ocorreram em 205 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (62,96%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Uruçuca (3.070,33), Itabuna (2.973,41), Ipiaú (2.790,31), Ilhéus (2.316,31) e Salvador (1.851,10). Na Bahia, 1.073 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.​​

O boletim epidemiológico registra 23.511 casos descartados e 55.541 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam as notificações oficiais compiladas nos três sistemas oficiais do Ministério da Saúde (e-SUS VE, GAL e SIVEPGRIPE). Ressaltamos que os dados refletem casos confirmados laboratorialmente, bem como diagnósticos positivos por critério clínicos, testes rápidos e testes realizados em unidades privadas.​​

Taxa de ocupação​​

Na Bahia, dos 1.229 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 646 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 53%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 513 leitos exclusivos para o coronavírus, 313 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 61%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.​​

Exames​​

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 34.723 exames de vírus respiratórios, cujos resultados já foram liberados, no período de 1° de março a 17 de maio de 2020. Atualmente, 3.874 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.​​

Faixa etária​​

A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 26,87% do total de casos. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos ou mais (1.014,83/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos 989,05/1.000.000 habitantes). Quanto ao gênero dos casos confirmados, 43,29% são do sexo masculino, 32,95% são do sexo feminino e 23,76% não se tem informação. (Ascom Sesab)

Jacobina Notícias - Conectando você com o mundo