Em meio ao isolamento social, adotar um animal é uma boa opção

Um levantamento feito em 2009 pela Universidade de Azabu, no Japão, mostra que quando donos de animais olham nos olhos dos seus bichos de estimação, eles recebem picos de ocitocina. Considerado o hormônio da felicidade, é responsável por sensações de prazer e bem-estar. Aliás, esse é um dos motivos pelos quais a companhia de cães e gatos é uma opção neste cenário de isolamento, uma vez que eles podem ser verdadeiros aliados no combate à ansiedade, estresse e solidão, em especial para pessoas idosas, solteiras, crianças e pessoas com necessidades especiais.

Em Jacobina essa foi a iniciativa da fotógrafa Jéssica Moura, ao presentear seu filho Heitor com um cãozinho, adotado no Centro de Proteção Animal - Cepa. Uma ação que poderá servir de exemplo para outros jacobinenses, uma vez que o espaço é uma moradia provisória, fazendo com que surjam vagas para que mais animais em situação de rua sejam acolhidos pela Associação 4 Patas, gestora do local em parceria com a Prefeitura de Jacobina.

Para a fotógrafa, essa iniciativa deveria ser seguida até que todos os animais abandonados recebessem um lar. "Adotar é um ato de amor, e há muitos animais aguardando por um lar. Nosso filho sempre pedia um cachorrinho de presente e, mesmo antes de recebê-lo já havia escolhido o nome (Chase). Quando soubemos desse projeto, enxergamos que essa seria uma forma de dar a nossa contribuição para amenizar a quantidade de animais nas ruas. Espero que mais gente procurem o Cepa para adotar um" contou Jéssica.

Para a presidente da Associação 4 Patas, Gislany Lima, destaca que o Cepa é um centro de reabilitação animal. "A gente resgata o animal, leva para tratar, reabilita e coloca para adoção. Todas as famílias adotivas recebem o animal microchipado e assinam um termo se comprometendo a cuidar deles" contou acrescentando que Jacobina ainda tem muitos animais em situação de rua, devido a irresponsabilidade de seus donos, que os abandona na fase adulta. "Precisamos que mais pessoas tenham a iniciativa que a Jéssica teve, adotando um animal, para que tenhamos espaço para resgatar mais".

Um alerta é dado pelos veterinários para as responsabilidades ao se adotar um bichinho de estimação. “Cães e gatos são vidas e não um brinquedo ou uma distração. Junto com a alegria da adoção, vêm também gastos e trabalho. Um animal precisa ser vacinado, vermifugado, precisa de exames de rotina, assim como nós, seres humanos! Além de todos os outros cuidados, como alimentação de qualidade, passeios, atenção. É maravilhoso esse [aumento] crescente na adoção de animais de companhia, tanto para os animais, que ganham um lar, quanto para os humanos adotantes, que ganham uma alegria” (Érica Versiani Lima).

Por Igor Fagner / Jacobina Notícias - Conectando você com o mundo


Essas imagens foram feitas no dia da entrega de rações realizadas pela Prefeitura de Jacobina (da esquerda para a direita: secretário do Meio Ambiente Daniel Moura, presidente da Associação 4 Patas Gislany Lima, fotógrafa Jéssica Moura e prefeito de Jacobina Luciano Pinheiro)



Chase em seu novo lar - Em meio a diversos cães, ele foi escolhido pelo Heitor