Sara Winter diz à PF que não recebe apoio do governo ou de partidos


Presa pela Polícia Federal (PF) nesta segunda-feira, 15, em Brasília (veja aqui), a ativista bolsonariana, Sara Winter, líder do movimento "300 do Brasil", grupo que apoia o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), declarou à PF que não recebe apoio financeiro do governo ou partidos.

De acordo com depoimento, Sara afirmou que não participou do evento que lançou fogos de artificio na direção do prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) na noite do último sábado.

“Nem o grupo 300 nem a declarante recebe qualquer tipo de apoio de partido político ou de governos federais, estaduais, e municipais", revela transcrição da PF do depoimento realizado nesta segunda. Ainda segundo o órgão, "não há nenhum assessor parlamentar ou cabo eleitoral em seu grupo”.