'Fazem um trabalho excepcional', diz idosa sobre barreira sanitária em Jacobina


Um trabalho minucioso de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19) é realizado todos os dias nas três barreiras sanitárias implantadas em Jacobina. Os locais onde as equipes de saúde e Segurança Pública trabalham no combate à pandemia são estratégicos, com grande fluxo de veículos e pessoas, a exemplo da barreira implantada na Avenida Nossa Senhora da Conceição, na região do bairro Inocoop.

A reportagem do Jacobina Notícias esteve no bairro Inocoop nesta quinta-feira (23), acompanhando de perto o trabalho dos profissionais. Os números impressionam e expõem a importância desse ponto de controle na avenida. Antes da implantação da barreira sanitária no bairro Inocoop, foi identificado que centenas de veículos, vindos de outros municípios ou da zona rural, usavam a avenida como um tipo de rota de fuga, evitando passar pela barreira localizada no bairro Jacobina II, que é um trecho da BR-324. Isso fez com que dezenas de cidadãos denunciassem, à época, a entrada de pessoas em Jacobina pelo bairro Caeira sem qualquer controle sanitário. 

Para por fim ao problema, a Prefeitura de Jacobina, através da Secretaria da Saúde – cuja pasta é gerida pela enfermeira Adelzina Paiva –, implantou um ponto de controle no local.

Milhares por dia

Só nesta quinta-feira, das 7h às 19h, cerca de 3 mil pessoas a bordo de quase 2 mil veículos passaram pela barreia sanitária no bairro Inocoop – precisamente 2935 pessoas e 1928 veículos. A bordo de automóveis, motocicletas, caminhões, ônibus, vans e outros veículos, todos tiveram suas temperaturas corporais aferidas e receberam das técnicas de enfermagem e bombeiros civis orientações sobre higienização e cuidados.

Esse trabalho de controle e prevenção pode identificar pessoas com sintomas da Covid-19. "Já passaram pessoas aqui com todos os sintomas, nós identificamos, orientamos sobre os cuidados e uso dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para que seguissem até o Hospital Regional, que é referência no tratamento da doença em Jacobina e região", contou uma técnica de enfermagem.

Referência no bairro

Não são apenas pessoas a bordo de veículos que passam pela barreira no bairro Inocoop. Todos os dias, durante a tarde, duas idosas que fazem caminhada dão uma paradinha para aferir a temperatura corporal e agradecer a equipe. "Todos eles fazem um trabalho excepcional. A gente passa aqui para medir nossa temperatura e agradecer, estão protegendo a gente, a cidade, isso é bom demais", disse um das idosas enquanto passava pela aferição.

Solidariedade

Uma ação solidária que ocorre todos os dias na barreira sanitária do bairro Inocoop chamou atenção da reportagem. Uma moradora do bairro, que tem sua residência em frente à barreira, leva café em uma garrafa térmica para a equipe saborear. Mesmo tendo toda a alimentação disponibilizada pela prefeitura, a cidadã viu o esforço diário das equipes e decidiu colaborar de alguma forma. Sempre muito sorridente, ela leva um café quentinho todas as manhãs, o que tem sido bem vindo nos dias frios do inverno.

Ignorantes de plantão

Por outro lado, alguns poucos moradores da região criticam o local onde a barreira foi implantada. Há ainda aqueles que se sentem incomodados em ter que parar por alguns segundos ao passar pela barreira. Outros ignoram totalmente os profissionais, sequer respondem à um cumprimento de bom dia ou boa tarde – o que é feito pelos profissionais centenas de vezes em um dia de trabalho. E tem ainda os que ofendem pessoas da equipe.

Gentileza gera gentileza

Mas isso não os abala. Um dos profissionais contou, ao Jacobina Notícias, que o número de pessoas que age dessa forma é irrelevante se comparado com o dos cidadãos e cidadãs que são gentis, educados e agradecem pelo trabalho desenvolvido. "Nossos dias de trabalho aqui acabam sendo mais prazerosos, alegres, justamente por causa das pessoas que agradecem, que entendem a necessidade desse trabalho preventivo. A minoria mal educada, grosseira, a gente simplesmente ignora e segue trabalhando, absorvendo apenas as coisas boas que realmente importam", contou.

As equipes que trabalham no combate à pandemia na barreira sanitária da Avenida Nossa Senhora da Conceição são formadas por técnicas de enfermagem, agentes do SMTT e bombeiros civis. O trabalho é desenvolvido todos os dias, por 12h ininterruptas. As ações, além de preventivas, visam manter o controle de pessoas e veículos que adentram na cidade de Jacobina por aquela região.

Por Robson Guedes / Jacobina Notícias