A Procuradoria da República no Distrito Federal ratificou à Justiça a denúncia contra o ex-presidente Lula (PT), Antônio Palocci e o empresário Marcelo Odebrecht no caso da suposta compra de terreno para o Instituto Lula e um apartamento que teriam sido custeados com dinheiro da empresa baiana, conforme publicação da Folha de S.Paulo.

A acusação foi feita pelo Ministério Público Federal de Curitiba e aceita pelo então juiz Sergio Moro, em 2016, mas ele foi declarado incompetente pelo STF e a decisão foi anulado por Gilmar Mendes.

Ainda de acordo com a publicação, o procurador Frederico Paiva afirma que "em razão do extenso lastro probatório" (provas) qualquer procurador poderia subscrever a denúncia e que não há nulidade a "ser reconhecida nesse momento". A denúncia, agora, será apreciada pela Justiça que pode aceitar ou não.

Fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem