A Bahia registrou um aumento de 27% no número de apreensões de arma de fogo ilegais em 2023 em relação a 2022. Segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (19), com números dos 16 meses da atual gestão do Governo Federal, foram 312 armas apreendidas em 2023 contra 245 no ano anterior. As apreensões foram feitas a partir de ações da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP).

 

Ainda de acordo com os dados, disponíveis no portal de transparência ativa, em 2024, entre janeiro e abril, pelo menos 51 armas de fogo foram apreendidas na Bahia.


Ao todo, nos primeiros 16 meses do governo Lula, 13,3 mil armas ilegais foram apreendidas. Desse total, 10.935 armas foram apreendidas em 2023, aumento de 28% em relação a 2022, quando o país registrou 8.466 apreensões. Já em 2024, entre janeiro e abril, 2.405 armas já foram apreendidas. 


O Rio de Janeiro foi a Unidade da Federação com mais armas apreendidas em 2023: 2.220, das quais 1.916 foram resultado de ações da Polícia Federal, 137 apreensões por parte da Polícia Rodoviária Federal e outras 147 por agentes da Força Nacional de Segurança. Na sequência, aparecem Paraná (1.177), Amazonas (726), Rio Grande do Sul (710), estados onde o número de armas apreendidas superou a casa das 700 unidades.



Fonte: Bahia Notícias 


Jacobina Notícias- Seu portal de informações

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem