Conhecida no Brasil por Bruna Surfistinha, a ex-garota de programa Raquel Pacheco foi denunciada pela síndica do condomínio onde mora por maus-tratos animais.


No boletim de ocorrência feito em uma delegacia de São Paulo mostra que Bruna alugou o imóvel em 2023 e não aparecia no apartamento depois que o fornecimento de energia elétrica foi interrompido por falta de pagamento.

Na casa, o estado de abandono é visível, principalmente em relação aos animais que viviam por lá. O cheiro forte de fezes e urina fez com que os outros moradores fizessem reclamações na administração do prédio.


Conforme apuração do G1, a síndica alegou que fez diversas insistências para ter contato com Bruna, mas não obtinha sucesso. Uma labradora e três gatos foram resgatados em novembro de 2023, por policiais da 2ª Delegacia da Divisão de Investigações de Infrações contra o Meio Ambiente (DIICMA).

Bruna, em contrapartida, se defendeu nas redes sociais alegando que foi proibida de entrar no apartamento, sendo tudo arquitetado para ela ser enquadradada como "criminosa por abandono" dos bichos.

Ela publicou diversos vídeos mostrando a tentativa de entrar no prédio e, no terceiro dia de tentativa, ela descobriu que os animais foram levados para uma ONG.


O advogado de Bruna, Luiz Carlos Pileggi, explicou à reportagem que tudo foi arquitetado de forma para menosprezar a imagem da cliente.

"A história foi manipulada e distorcida. É bem diferente do vídeo. Os animais não foram abandonados, estão saudáveis. O que acontece é que Bruna está num momento conturbado na vida financeira. Ela ficou sem energia elétrica e não estava dormindo no apartamento. Aí ela ficou na casa de terceiros e não pôde levá-los. Mas ela ia lá com frequência para cuidar dos bichinhos".


Fonte: Correio 24Horas


Jacobina Notícias- O seu portal de informações

Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem