Header Ads

Bahia cria, mas perde chances e fica no empate com o Atlético-PR


Um placar que não condiz com o futebol apresentado. Assim foi o empate sem gols entre Bahia e Atlético-PR, na tarde deste domingo, 29, na Fonte Nova, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Em um jogo movimentado  e com diversas chances claras de gol desperdiçadas, os dois times demonstraram um bom nível técnico e tático e têm muito a lamentar o resultado final.  

Com o empate, o Bahia vai aos 4 pontos conquistados, figurando na 11ª posição da tabela, provisoriamente, já que a rodada se encerra nesta segunda-feira, 30, com  a partidas América-MG x Vitória e Santos x Vasco. Já o Atlético-PR segue invicto, agora com uma vitória e dois empates e 5 pontos somados. O Furacão aparece momentaneamente na 4º colocação.

Antes do jogo, analisando as atuais campanhas e perfis dos dois times, já se esperava uma partida muito equilibrada e um placar muito diferente dos últimos dois encontros entre as equipes, no Brasileirão do ano passado. Em 2017, o Bahia venceu os paranaenses por 6 a 2, na estreia da competição, e o Atlético deu o troco, em Curitiba, batendo o Esquadrão por 4 a 1. 

Esse equilíbrio se deve, principalmente, ao estilo de jogo adotado pelo Atlético em 2018. Além da posse de bola, valendo-se em numerosos passes curtos, outra característica essencial deste time comandado por Fernando Diniz é a defesa sólida.

Apesar disso, e diante da dificuldade de penetrar na área adversária, o Bahia entrou em campo com uma estratégia bem definida. Pressionando a saída de bola, o Tricolor utilizou dos arremates de média e longa distância para ir em busca do gol inaugural.

A tática escolhida surtiu relativo efeito e impediu a troca de passes efetiva do Atlético-PR. Com marcação dupla, o Tricolor cercava a saída de bola do Furacão e obrigava, inclusive, o time a recorrer por uma medida tão repelido e evitado por Fernando Diniz: o chutão. 

A estratégia de Guto Ferreira, entretanto, exigiria muito condicionamento físico para que os atletas aguentassem o intenso ritmo da marcação e conciliassem com as tramas ofensivas.

Veja os melhores momentos:


Fonte: A Tarde / Foto: Adailton Venegeroles

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.