Header Ads

Operação da PF investiga desvio de R$ 3,2 mi da saúde e educação na Bahia


O desvio de R$ 3,2 milhões em verbas do Sistema Único de Saúde (SUS) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) é alvo da operação "Juramento de Hipócrates" deflagrada pela Polícia Federal (PF) na manhã desta quarta-feira, 30, no sul da Bahia.

O dinheiro foi repassado para o município de Itapebi, mas a PF também suspeita que outras cidades baianas foram alvo do esquema com contratos irregulares no valor de R$ 14 milhões.

O esquema funcionava por meio da constituição de empresas fictícias, que eram usadas para fraudar licitações com os governos municipais. Os contratos previam a aquisição de medicamentos, insumos hospitalares, merenda escolar e livros didáticos.

São cumpridos 21 mandados de busca nas cidades baianas de Floresta Azul, Itabuna, Ilhéus, Itapebi, Itororó, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Uruçuca e Vitória da Conquista. Empresários, advogados, médico e políticos são alvos da ação. Eles vão responder pelos crimes de fraude à licitação e organização criminosa.

A operação foi batizada com o nome "Juramento de Hipócrates" porque um dos líderes do esquema é um médico, que teria quebrado o juramento de exercer a profissão com honra.

A Tarde

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.