Header Ads

Apesar da confiança, PT teme ficar fora do 2º turno e traça estratégias


O discurso do Partido dos Trabalhadores é de muita confiança em relação a presença de Fernando Haddad no segundo turno das eleições presidenciais. No entanto, a cúpula da sigla reconhece que existe a possibilidade de o ex-prefeito não disputar o pleito do dia 27 de outubro.

Por conta disso, segundo a coluna “Painel”, da Folha, os coordenadores de campanha do PT já trabalham em jogadas de última hora no campo da centro-direita, a fim de evitar a perda de votos para Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes (PDT).

Os petistas preveem o esvaziamento das candidaturas de João Amoêdo (Novo), Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) em favor do capitão reformado. Além disso, pode haver um abraço a Ciro por parte daqueles que não votam em Bolsonaro e nem no PT, fortalecendo o discurso de que “Ciro é opção viável”.

Diante das análises, a cúpula do PT pensa em investir pesado na campanha de Haddad nas ruas e na TV para acelerar a transferência de votos e reduzir a força de Ciro. O partido do ex-presidente Lula vai se reunir na segunda-feira (24) para tratar da estratégia final da campanha.

Com informações do Notícias ao Minuto

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias não se responsabiliza pelas opiniões expostas aqui. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos.
Tecnologia do Blogger.