Header Ads

Três são presos acusados de assassinar homem no bairro Lagoinha, em Jacobina


Três homens foram presos pela Polícia Civil acusados do assassinato de Genildo de Souza Cruz, 45 anos, ocorrido nesta quinta-feira (19) no bairro Lagoinha, em Jacobina. O trio foi identificado como Alcivan Soares dos Santos, Wellington Nunes e Clériston Barbosa da Silva Santos.

Segundo informações da Polícia Civil, equipes dos Serviços de Investigação e da 16ª Coorpin receberam denúncias que apontavam a autoria do homicídio que vitimou Genildo, e saíram em diligências desde o assassinato. Ao chegarem na rua Lagoinha, os policiais localizaram Wellington Nunes, conhecido por 'Sal'. Durante a abordagem, foi encontrado sob sua posse um relógio de pulso dourado, semelhante ao relógio da vítima. Em seguida, também foi localizado, no bairro do Peru, o segundo suspeito, Clériston, filho de Alcivan Soares dos Santos, o 'Gago'.

Questionado pelos investigadores sobre o paradeiro de seu pai, Clériston disse que ele tinha viajado às 6h para cidade de São Paulo. De imediato, os policiais entraram em contato com policiais civis da cidade de Morro do Chapéu, que conseguiram interceptar o ônibus no qual Gago se encontrava. Gago foi preso e conduzido para a Delegacia de Jacobina, onde foi autuado em flagrante pelo assassinato de Genildo.

Genildo de Souza Cruz, 45 anos, era natural de Central, mas morava com a filha em Jacobina - Foto: Reprodução/Facebook

Durante o interrogatório, todos confessaram ter matado Genildo. Eles contaram ainda que o motivo do crime seria porque a vítima assassinou uma mulher de nome Aline Barbosa da Silva, em agosto desse ano (relembre aqui). Aline era esposa de Gago e mãe de Clériston, ambos presos pelo homicídio de Genildo.

Ainda conforme a Polícia Civil, o assassinato de Genildo foi praticado com requintes de crueldade. Inicialmente, os três disseram que deram pedradas na cabeça da vítima e, em seguida, desferiram-lhe inúmeros golpes de faca. Eles esconderam o corpo de Genildo em um balde grande e deixaram no matagal, onde foi localizado nesta quinta-feira. Com informações da Polícia Civil.

Redação Jacobina Notícias