Dicas Ótica Realce: Volta às aulas e os 8 sinais que podem indicar que seu filho enxerga mal

Problemas oculares podem afetar o desempenho escolar

A volta às aulas é o momento ideal para verificar se há algo de errado com a visão das crianças. Se na hora da lição de casa ou da aula, eles reclamarem de dor de cabeça ou mal-estar, franzirem a testa, apertarem os olhos para enxergar longe e lerem com os livros e os cadernos próximos ao rosto, é sinal de que algo não vai bem.

"Muitos problemas oculares são confundidos com dificuldade de aprendizado, como por exemplo, desinteresse pela aula e pela leitura, ou, até mesmo, dispersão e desatenção”, alerta o professor doutor em Oftalmologia. Marcello Colombo Barboza, diretor do Hospital Oftalmológico Visão Laser, em Santos.

A visão é responsável por 85% do aprendizado de uma criança. Logo, se eles não enxergam bem, terão problemas na escola. A solução é simples: um pouco de atenção dos pais, avós e dos professores ao comportamento dos pequenos pode detectar problemas na visão.

Também merecem atenção sintomas como: sensibilidade à luz ou lacrimejamento excessivo, evitar atividades que exigem a visão de perto como ler, fazer a lição de casa e usar o computador; ou ainda as que exigem a visão de longe, como a prática de esportes e outras atividades de lazer. 

8 sinais mostram que a criança tem dificuldade para enxergar:

Dor de cabeça ou mal-estar durante ou depois da leitura, da aula ou da hora do dever de casa; 
Franzir a testa; 
Apertar os olhos para enxergar longe; 
Ler com os livros e os cadernos próximos ao rosto;
Sentar sempre muito perto da tevê;
Perder-se na leitura ou usar o dedo como guia para ler;
Erguer a cabeça para ver melhor;
Queixar-se constantemente de olhos cansados;

Constatado um ou mais sinais, é importante que os pais levem os filhos a um exame oftalmológico, pois, assim, poderá ser diagnosticada alguma alteração visual. As mais comuns entre as crianças são estrabismos e astigmatismos. No estrabismo, os olhos ficam desalinhados para fora, dentro, cima ou baixo. Pessoas com esse problema são popularmente conhecidas como vesgas. A correção pode ser feita com óculos, cirurgia ou  protetor ocular. Com o astigmatismo, a visão fica distorcida e pode ser acertada com óculos, lentes de contato ou cirurgia a laser.

Outro sinal importante de problemas de visão nas crianças é a queda no desempenho escolar e das notas. "Às vezes, a dificuldade do aprendizado vem da dificuldade de enxergar bem”, alerta o especialista.

O ideal é que a criança em idade escolar consulte o oftalmologista antes de entrar na escola, e, depois, a cada dois anos, se ela não tem problema de visão. Se tiver, ela deve ver o especialista anualmente.

"Quanto mais cedo se leva a criança ao oftalmologista, mais rápido é detectado e corrigido o problema na visão. Assim, não ocorre o comprometimento no rendimento escolar”, aconselha Marcello. 

Fonte: Fernanda Mello via Portal Opticanet
Imagem: Freepik