Header Ads

Brasileiro que dá aula para menino preso em caverna se assusta: 'Magro'


O brasileiro Bruno Ferreira, professor que mora há 7 anos na Tailândia, conta ter ficaso surpreso ao ver imagens de um de seus alunos, Adul Samon, que está preso na caverna junto ao time de futebol e um treinador de futebol há 15 dias.

"Depois que fizeram a filmagem, me espantei um pouco com ele [Adul Samon, um dos meninos presos na caverna], porque estava muito desnutrido. Sempre foi forte, jogando futebol, praticando esporte, então me espantei com ele muito magro e esmirradinho", afirma o professor.

Próximo à família de Adul, Ferreira conta que mora perto da família do menino e que encontrou os pais dele. "Basicamente estive com eles [a mãe e o pai de Adul] todos os dias, e eles estiveram bem fortes, por incrível que pareça, confiantes com a situação que passou, com o filho preso na caverna. Alguns dias eles andaram desmotivados, mas isso é normal, é do ser humano. Mas, na maioria do tempo, eles ficaram bem confiantes", conta o brasileiro.

Ainda não se sabe se Adul Samon foi um dos quatro resgatados deste domingo (8) porque as autoridades tailandesas não divulgaram nomes da vítimas. Eles estão recebendo atendimento médico no hospital de Chiang Rai, província no norte da Tailândia, próxima à fronteira com Mianmar e Laos.

Com informações do G1

Comentários:

ATENÇÃO: Cada comentário representa a opinião pessoal do leitor. O Jacobina Notícias respeita totalmente seu direito fundamental à liberdade de expressão, sinta-se a vontade. No entanto, comentários ofensivos ou com xingamentos podem ser removidos sem aviso prévio.
Tecnologia do Blogger.