Header Ads

Sábado sangrento e domingo de alegria; destaques do final de semana em Jacobina


O final de semana em Jacobina foi marcado por opostos. Os crimes violentos de sábado, 16, deixaram a população horrorizada pela brutalidade com que foram cometidos. Três pessoas foram assassinadas no município em menos de 12 horas. Por outro lado, no domingo, 17,  não foram registrados atos violentos na cidade e o destaque ficou com a festa no estádio José Rocha, pela permanência do Jacobina na elite do futebol baiano.

Jacobina III

Por volta das 14h20 de sábado, uma mulher identificada como Jamile foi morta a tiros dentro de um bar no bairro Jacobina III. Jamile estava no estabelecimento quando um homem a bordo de uma moto anunciou o assalto e disparou várias vezes contra ela. A mulher foi atingida na região da cabeça e não resistiu aos ferimentos. Ainda segundo moradores, antes de morar no bairro Jacobina III,  Jamile tinha um bar localizado na Av. Luiz Alberto Dourado de Carvalho, região do bairro Lagoinha. 

Lages do Batata

José Neto Cerqueira de Sousa, 47 anos, conhecido por Netão, foi assassinado a tiros na tarde de sábado (16), dentro de um bar no distrito de Lages do Batata, município de Jacobina. Conforme informações passadas pela Guarda Municipal, um homem que estava no estabelecimento atirou pelo menos duas vezes contra a vítima, que não resistiu e morreu no local. 

Moradores disseram que Netão sofria com transtornos mentais e pode ter sido morto após um simples desentendimento com o assassino. Netão teria pedido para fazer uma foto com o homem, o que teria irritado o autor dos disparos.

Caeira

À noite, mais um homicídio foi registrado na cidade. Um sobrinho matou o próprio tio a pedrada. A vítima, identificada como Jeferson, conhecido como 'Olho de Vidro', morreu depois de ser atingido na cabeça por uma pedra, no bairro da Caeira. 

Segundo informações passadas por vizinhos, o crime aconteceu depois de uma briga familiar. O sobrinho de Jeferson, que não teve a identidade divulgada, é o principal suspeito do crime.

Bananeira

Ainda no sábado, 16, um homem teria esfaqueado uma mulher no bairro Bananeira. Não há detalhes de como o crime ocorreu, bem como a identidade do autor e vítima da agressão. A Polícia Civil investiga as circunstâncias e autorias de cada crime.

Festa no Estádio José Rocha

O Jacobina Esporte Clube entrou em campo neste domingo, 17, com um pé na segunda divisão do Campeonato Baiano. Em último na classificação e a 2 pontos do penúltimo, o time precisava vencer o Vitória da Conquista e rezar por um triunfo do Bahia diante do Jequié. E não deu outra, o Esquadrão tratou de fazer sua parte e goleou por 5 a 0 o Jequié.


Faltava ainda o Jacobina resolver o problema dentro de casa, e não foi nada fácil. O Jegue da Chapada tomou um gol logo no início do segundo tempo, o que deixou seu torcedor ainda mais apreensivo. Mas o empate não demorou de acontecer, veio depois de um pênalti assinalado pelo árbitro, que também expulsou o jogador do Bode.

Depois de encerrado o tempo regulamentar, já nos acréscimos, quando tudo parecia perdido para o Jacobina, veio o gol salvador. Aos 46 minutos do segundo tempo, Kaio escorou de cabeça uma bola lançada na área do Conquista e Matheus completou para as redes. Era o gol da permanência na Série A.

A festa protagonizada pela torcida do Jegue da Chapada no estádio José Rocha foi o ponto marcante deste domingo (17).

Fonte: Jacobina Notícias